sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Eu sou KARATÊ

video

Muitas pessoas que eu conheço me perguntam o motivo de eu fazer Karatê. A maioria delas faz de tudo para demover o meu sonho de continuar e ser uma grande faixa preta, muitos pensam que me comprando vão conseguir fazer com que eu desista... Enganam-se, pois o Karatê nunca foi um esporte para mim. Desde o primeiro dia em que comecei a treinar eu já sabia que aquela era uma filosofia de vida que eu traria dentro de mim e seguiria até o fim dos meus dias. O Karatê está no meu sangue, na minha essência e no que mais me compor... Eu sou karateka de corpo e alma...

Quem não conhece o Karatê pensa que ele não passa de socos, chutes e outros movimentos combinados, mas eu aprendi ao longo dos anos, dos treinos e das experiências vividas lado a lado com esta arte que eu posso tudo o que eu quiser desde que eu acredite completamente em mim e que eu use o que eu aprender para o bem. Podem vir quaisquer obstáculos, mas a fé que me move a chegar lá me prova que eu vou chegar e isso é o que basta.

Eu há alguns meses conheci uma pessoa que só fez confirmar tudo o que eu sinto em relação ao Karatê. Tornou-se parte integrante dos meus amigos, dos meus amores, daqueles que eu quero muito bem... Ele me ensinou muito e me devolveu o que eu pensei ter morrido, o meu espírito guerreiro, de quem luta sem se importar com as dores físicas ou emocionais que estejam à frente. TUDO VAI PASSAR... Essa fase ruim vai passar... Essas lágrimas vão passar... Essa angústia vai passar e o desespero também, porque nada é maior do que DEUS e foi ELE quem me deu de presente o Karatê para encontrar a força que eu preciso para não enlouquecer e jamais permitir meu espírito esmorecer, porque enquanto vida tiver, ESPERANÇA HAVERÁ...

O vídeo acima foi mais uma superação e mais uma vitória minha sobre mim mesma... Eu consegui superar o medo de estar frente a frente com alguém para lutar... EU CONSEGUI LUTAR... Não foi a vitória sobre a amiga que estava na minha frente. A minha alegria toda está em ter vencido a primeira etapa de uma caminhada inteira...

A verdade é que a lição que eu tiro de tudo isso é que fosse o que fosse que eu escolhesse fazer eu teria que ser a melhor que posso ser, mas nada me encantaria tanto quanto o que eu escolhi fazer, afinal, EU SOU KARATÊ!

OSS...!